Pesquisa confirma que 50% das casas do Brasil têm acesso à internet

Pesquisa confirma que 50% das casas do Brasil têm acesso à internet

De acordo com a pesquisa TIC Domicílios, realizada pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic), chegou a 32,3 milhões o número de casas brasileiras conectadas à internet, em 2014. A pesquisa se deu por meio de entrevista aplicada a moradores de 19 mil lares em mais de 350 municípios nacionais, entre outubro de 2014 e março de 2015.

Com isso, o percentual de casas online chegou, pela primeira vez, a 50% – contra 43%, em 2013. Essa mudança ocorreu porque, dessa vez, a TIC Domicílios passou a considerar também acessos via celular.

Ainda de acordo a com a pesquisa, em 2014, 47% dos brasileiro com mais de 10 anos, ou seja, 81,5 milhões de pessoas, acessaram a internet através de celulares. A novidade revela um fato importante e que foi reafirmado por Alexandre Barbosa, gerente do Cetic: “O smartphone tem sido um dispositivo que permite a inclusão de cidadãos que não usavam a redes”.

Em 2014, o Brasil chegou à marca de 148,2 milhões de pessoas usando smartphones. No mesmo período, a Anatel registrou 281,1 milhões de linhas – 138 conexões móveis por 100 habitantes.

“O movimento que a gente observa nos domicílios com acesso à internet não ocorre na proporção de domicílios com acesso ao computador”, afirma Winston Oyadomari, coordenador da pesquisa da Cetic. Segundo o estudo, em 2013, 49% das residências possuíam computador, passando para 50% em 2015, o que mostra que a inclusão digital não tem, necessariamente, o computador como protagonista. Os dispositivos móveis, em especial os smartphones, é que possuem papel fundamental nessa mudança de cenário.

“O hábito do consumidor mudou. Ele usa muito mais a internet pelo celular, mas a maioria dos sites não está preparada para gerar uma boa experiência”, aponta Diego Ivo, CEO da Conversion. Por essa razão, desenvolver sites que se ajustem a esses aparelhos é uma estratégia inteligente a ser adotada para a comunicação de sua empresa.

Saiba mais: Por que meu site deve ser responsivo?

Comentários no Facebook