Brasileiras criam app para estimular o empoderamento feminino nos negócios

Brasileiras criam app para estimular o empoderamento feminino nos negócios

Brenda Miranda e Marcela Alves desenvolveram um aplicativo com o objetivo de promover o empoderamento feminino nos negócios e impulsionar empresas administradas por mulheres no mundo inteiro. Chamado “Empowerlt”, o projeto levou as estudantes e ex-bolsistas do programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal, à final da competição Womem Vendor’s and Exhibition and Forum Tech Challenge (WVEF), promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU), juntamente com a empresa estadunidense Google. “O protótipo do nosso aplicativo foi desenvolvido para ajudar corporações a se conectarem com mulheres empresárias para fazerem negócios entre si. Permitimos que eles registrem seus negócios e façam o primeiro contato baseado nos resultados de buscas feitas por meio de alguns filtros específicos, como setores da indústria ou certificações da empresa”, explicou Brenda, aluna de Física do Instituto Federal Fluminense (IFF).

Apesar de terem ficado com o segundo lugar, atrás da equipe do Quênia, as brasileiras receberam menção honrosa.
O Empowerlt é democrático e quer alcançar o maior número possível de pessoas, por isso está sendo aprimorado: “Outras funcionalidades também foram pensadas para tornar o aplicativo acessível tanto para mulheres com regiões de difícil acesso à tecnologia 3G quanto para deficientes visuais e auditivos”, concluiu Brenda.

estudantes22

WVEF Tech Challenge

Lançado em julho de 2015 pelo International Trade Center (ITC) e pelas multinacionais CI&T e Google, a competição WVEF convidou equipes do mundo inteiro a desenvolverem aplicativos que incrementassem as vendas de negócios geridos por mulheres (Womem Owned-Business ou WOBs, sigla em inglês). O evento ocorreu em setembro, em São Paulo.

Fonte: Portal Brasil

Comentários no Facebook